Não é desapego, é amor… Por mim!

Aprendi que não devo ficar mal por quem me deu motivos pra ficar assim.
Aprendi também, que essa história de “um dia após o outro” é real.
Que nenhum amor é eterno, que toda decepção é passageira e que ambos deixam marcas.
Tenho como regra que nenhum amor deve ser maior que o amor próprio! E que nenhuma companhia é melhor que a minha.
Ter alguém é muito mais que andar de mãos dadas, é acorrentar duas almas e nem todo mundo nasceu pra isso.
Esses dias me peguei pensando, será que eu me basto pra ser feliz?  Mas logo em seguida respondendo essa pergunta, mas me interrogando novamente, por que precisaria de alguém?
A resposta não demora, afinal é tão lógico, como posso querer compartilhar a felicidade com alguém, se não consigo nem estar feliz sozinha? De onde tirei essa necessidade de ter alguém?
Vim contar entre outras coisas, que no amor não se deve ter pressa, porque a cada passo é onde você descobre o que está sentindo, se for com muita pressa pode acabar tropeçando. Por isso vou sempre devagar e trilho meu próprio caminho, porque se der errado, não fico sem rumo, sei o caminho de volta!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s